Como lidar com a frustração? 3 Dicas essenciais

3 dicas essenciais para lidar com a frustração

Eu decidi na minha vida trabalhar através do marketing digital, e não empreender como um empreendedor qualquer, começando praticamente do zero. Perdida, eu ainda trabalhava em uma  empresa, em um bom cargo. Na época, comecei a descobrir por que fazia todo o sentido para mim trabalhar através do marketing digital, já que eu tinha isso dentro do meu processo de coaching.

Hoje, eu tenho mais liberdade de atuação, isso também quer dizer flexibilidade de horário, ou seja, era minha vontade, estava dentro do meu planejamento, e não é necessariamente

algo melhor ou pior, de acordo com o os objetivos que cada um está se colocando na vida. E então, vamos descobrindo que novos trabalhos e novas metas vão exigir novas habilidades e competências.

Curva do aprendizado

É como toda boa curva de aprendizado, às vezes você está bem, mas você parece que está estagnado, que o resultado não avança na curva de aprendizado, e não importa a idade que você tenha, não importa o quão bem você faça algo que você já faz, se você vai começar um novo rumo na sua vida vai existir uma curva de aprendizado, e isso é normal. Muitas pessoas se fecham para conhecer novas coisas, novos conhecimentos para desenvolver novas habilidades, porque elas não conseguem lidar bem com a curva de aprendizado. A curva de aprendizado é normal.

Existe um livro muito bom, chamado “Maestria” de George Leornard, onde ele fala muito bem sobre isso. Na curva de aprendizado, em algum momento você vai sentir que vai avançar bastante em curto espaço de tempo, em outro momento você vai sentir que vai dar uma estagnada, tudo isso é o caminho do treino, então você deve sempre se colocar como aprendiz na estrada da vida.

É muito normal que alguns períodos você avance em seus projetos pessoais e em outros você fique estagnado. Isso é normal, e se chama curva de aprendizado, e é por isso que é tão importante ser resistente a frustração, porque nós temos a tendência de nos sentirmos bem felizes e realizados quando o “time está ganhando”, é quando as coisas estão avançando, mas aí quando a gente sente que está regredindo e tem que dar um “passinho” parece que vem a “terceira guerra mundial”, e tudo não tá bom, a vida fica ruim, aí eu já não quero mais nada. É muito ruim quando algo sai do nosso controle, muitas vezes temos que começar do zero, a gente fica muito frustrado, mas a gente tem que saber lidar com essas frustrações, senão a gente desiste e vai desistir o tempo todo. Você provavelmente não desistiu da alfabetização, não desistiu da escola por que você era obrigado a ir, mas a verdade é que quando a gente se sente frustrado a gente dá um significado para isso, que nós somos ruins, de que não dá certo, de que nunca vai acontecer comigo, que talvez eu nem mereça.

E a gente vai criando significados que vão nos rotulando na nossa personalidade e capacidade, e aí vem a vontade de desistir. Algumas pessoas têm muito claro de que elas estão desistindo, outras inventam lindas histórias para justificar que elas estão desistindo, começam a criar várias histórias pra esconder algo, que na verdade você mesmo desistiu de produzir, de se desenvolver, de progredir.

Primeira dica

A primeira grande dica é saber o quão importante é você aprender a lidar com as frustrações do dia a dia, porque elas vão acontecer, uma vida de frustrações sempre vai existir, então você decide encarar isso de uma forma que vai trazer melhores resultados pra você, ou não. Então, se você finge que não está se sentindo frustrado, finge que isso não te desanimou fingir que isso não se sente desmoralizado, que você não se sentiu incapaz, vai ser muito melhor do que simplesmente abraçar a frustração e aceita-la.

Então parar de dar significado a frustração é fundamental, e identificar que ações você pode tomar até chegar as melhores soluções para o problema.

Segunda dica

Quando estamos frustrados o nosso estado fisiológico muda, nós ficamos cansados, estressados, com vontade de dormir, ou seja, várias atitudes que nos forçam a desistir de algo, ao invés de encontrar uma solução de várias outras coisas pra não pensar naquilo para desistir de encontrar uma solução. Mas o fundamental é parar para refletir o que é que eu poderia estar fazendo como solução viável, encontrar outras formas para resolver aquela situação, eu não preciso olhar para o fato que está me impedido neste momento de continuar.

Simples ações, como por exemplo, ir em uma piscina, fazer exercícios, ou outra coisa que tire o nosso foco da frustração por um momento, já é suficiente para alterar o estado fisiológico, de estresse e cansaço, o que acaba te deixando mais relaxado e centrado. No meu caso, depois que fiz algo para relaxar, eu falo “ok, agora esqueço toda aquela história de que eu sou incapaz, de que não vai dar certo, de que eu não mereço” e passo a olhar o problema de uma forma tranquila e consciente, e passo a pensar que possibilidades eu tenho, onde desistir não é uma possibilidade.

Uma questão muito importante de se falar é o pensamento que temos de que temos controle das coisas, mas é preciso admitir que a gente não tem controle de todas as circunstâncias. As coisas que a gente tem controle são as nossas ações, ou seja, aquilo que eu posso fazer a respeito das coisas. Para você ter uma noção, nem nos nossos pensamentos a gente tem controle, principalmente sobre nossas emoções. Se fosse possível controlar as emoções, não haveriam tantas pessoas com doenças psicossomáticas, depressão, ansiedade ou síndromes, é tudo ligado a essa questão emocional. Essa questão psíquica a gente não consegue controlar, tão pouco os os eventos externos, e eu diria que às vezes a gente não consegue controlar nem os resultados daquilo que a gente age.

Agora, uma coisa a gente pode controlar são as ações, e procurar não entrar no mundo da justificativas, como a procrastinação, e deixar de honrar com aquilo que eu me comprometi a fazer. Então, foque em não “abraçar” a procrastinação, escolha agir, ao invés de ficar parado e aceitar. Provavelmente, em muitas situações você inventa desculpas lindas para se desviar de algo que precisa ser feito, eu mesma me pego dando esses tipos de desculpas, então é fundamental parar, refletir essa questão e procurar gerenciar melhor seu tempo e sua ações.

Um dos maiores obstáculos para lidar com as frustrações com coisas que não estão dando certo é a vergonha, mais especificamente em admitir para outra pessoa que não deu certo,esse desconforto normalmente está muito mais ligado ao psíquico, uma responsabilização sobre o que os outros vão dizer, a vergonha da gente ficar aparecendo mal para os outros. A próxima dica ajuda a lidar com esse tipo de situação.

Terceira dica

Você deve aprender lidar com os fatos e sair dessa fantasia louca de ficar julgando e se comparando, dando significado quando algo der errado, e passar a vida inteira dando justificativas, repetindo-as ou encontrando novas. Então, quando acontecer algo que te deixou insatisfeitos e deixou frustrado olha para esse fato e busca analisar o que realmente aconteceu e o que você pode fazer em cima disso para buscar outros resultados, para que isso não seja mais um motivo de lhe deixar mau e comprometer momentos da sua vida.

Algumas pessoas dizem, “mas eu não sei o que eu posso fazer” se você pensou eu não sei o que eu posso fazer, não tem problema, você trouxe outra pergunta pra você que possibilita com que você encare esse fato.  No meu caso houve um fato, então já busquei lidar com a solução imediatamente, comecei um curso, comecei a fazer umas aulas enquanto estava tentando resolver aquele problema, ou seja, criei uma possibilidade de continuar fazendo isso mesmo que a solução não tenha vindo ainda.

Então, se algo aconteceu na sua vida e está te frustrando muito, quem você quer ser, você quer ser livre, quer ser produtivo, quer ser um construtor, quer ser corajoso, muitas pessoas têm medo de amar, então reflita o que uma pessoa dessa faria, e traga isso como uma realidade para você, como uma possibilidade para quem você gostaria de ser, com as característica que você gostaria de ter, ou seja, para isso você precisa assumir um outro estado de espírito, o que é que você está disposto, e abrir mão de todas essas justificativas das reclamações.

Concluindo…

Abra mão desses sentimentos que não ajudam, daquilo que não está trazendo resultado. Eu não canso de repetir, só ações geram resultados, então quais são as ações que eu vou tomar, se você não colocar ações que você quer realizar em relação aquilo que aconteceu, que você quer um outro resultado, dificilmente você atingirá o objetivo pretendido, pois você já tem um resultado que é o que aconteceu, mas se você quer um outro resultado você tem que tomar essa atitude. Se você simplesmente aceitar e não fazer nada haverá consequências negativas, portanto foque em ações, e quais que você vai tomar.

Quando se entra no mundo das ações o mundo das frustrações não funciona, não consegue fluir, pois são mundos diferentes. Quando você entra no mundo das ações você não consegue ser ao mesmo tempo frustrado, pois a frustração é sempre algo que está relacionado uma ao passado, de dar sentido ao problema, como, “isso não é justo”, “eu não mereço” ou “eu não sou capaz”.

A reação é algo que está relacionado com o seu futuro, e você não consegue estar nesses dois mundos ao mesmo tempo, então se você quer saber lidar bem com frustração toma atenção na sua vida, olha o fato, o que aconteceu e tome ações.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *